Festival

Festival Nordestino de Cinema de Animação, Game e Web

2º Anima Ceará - Festival Nordestino de Cinema de Animação, Game e Web

Exibições, debates, seminário e palestra marcam a programação do 2º Anima Ceará - Festival Nordestino de Cinema de Animação, Game e Web, que acontecera de 05 a 08 de novembro de 2020. Toda a programação será transmitida através do canal do YouTube oficial do evento, do Cineteatro São Luiz e do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura.

Voltado exclusivamente para o mercado da animação, game e web, o Anima Ceará tem o propósito de levar ao público e profissionais do ramo uma significativa mostra da produção desses setores no Brasil, visando a inter-relação entre os produtores e realizadores do país e a promoção de novos talentos na área.

Com sua primeira edição realizada em 2018, o Anima Ceará foi criado como uma consequência natural da tradição do Estado na produção do cinema de animação, em especial, no Núcleo de Cinema de Animação, da Casa Amarela Eusélio Oliveira, da Universidade Federal do Ceará, que foi criado em 1993, responsável pela formação de várias gerações de animadores cearenses.

O Anima Ceará - Festival Nordestino de Cinema de Animação, Game e Web é uma realização da Aguaboa Cultural e da Irê Brasil. Tem o patrocínio exclusivo da Oi, através do Mecenato Estadual do Ceará, apoio cultural do Oi Futuro e o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura.

Ficha Técnica

Coordenação Bucanero Filmes Direção de Produção Helena Colaço Curadoria Telmo Carvalho e Mariana Medina Comunicação Gabriela Linhares Produção Giselle Machado, Alice Araújo, Mayara Magalhães e Helena Cezar Apresentação e medição dos debates Vinicius Augusto Bozzo Filmagens e transmissões F3 Produções Comunicação Visual Karthaz Cultura Assessoria de Imprensa Degagê Realização Aguaboa Cultural

Troféu Anima Ceará

O Troféu Anima Ceará é uma criação do artista plástico Dim Brinquedim, como é conhecido o cearense de Camocim, Antônio Jader Pereira dos Santos. Com mais de 40 anos de carreira, Dim criou uma linguagem artística própria, unindo o lúdico e o estético em obras de pequenas e grandes dimensões, manipuláveis, instigando a interação com o espectador. Sua arte já foi tema de documentários e pesquisas acadêmicas. Mais de 500 peças de sua autoria, entre brinquedos, esculturas e telas, podem ser vistas no Museu Brinquedim em Pindoretama, cidade da Região Metropolitana de Fortaleza.